https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Góticos : 

Estação das Sombras

 
Criada como uma insónia nas marés do desalento
Onde o fogo incendeia os cantos sob a sombra,
Dispersos no eco de um grito que pranteia a eternidade
Cantando a uma só voz…

O espelho planta a renúncia sobre as raízes de um corpo
Que se abre entre fragmentos de Santíssima Trindade
E as folhas tombam sobre os túmulos desertos
Como esqueletos vazios que divagassem entre a luz
E se quedassem como hinos na partitura do abismo.

A noite devaneia entre as dispersões do mínimo,
Mergulhada entre os oceanos do cosmos primordial,
E o gelo tomba nos braços da árvore desfalecida
Que invoca o grito nos espectros da bruma apagada
E transparece no ritmo das harmonias do caos.

E o fogo desata os corpos num requiem de deserdados,
Sinistra procissão de passos até às lágrimas do ser,
Como um sol que se rasgasse até às entranhas da obsessão
Errante debaixo dos véus de uma actriz martirizada
E plantada sobre a cova adormecida entre ninguém
E o abraço do absoluto num arco-íris cinzento.

Imolada à insaciável fome dos céus desertos
Em lágrimas de chuva banhando o sangue da terra.


Semper Fidelis...

Carla Ribeiro

 
Autor
Carla Ribeiro
 
Texto
Data
Leituras
762
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
SofiaDuarte
Publicado: 21/04/2009 17:12  Atualizado: 21/04/2009 17:12
Da casa!
Usuário desde: 19/12/2008
Localidade: Portugal
Mensagens: 325
 Re: Estação das Sombras
Palavras que simplesmente se absorvem e pedem para reler e reler...

Abraço,
Sofia Duarte

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 21/04/2009 18:17  Atualizado: 21/04/2009 18:17
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Estação das Sombras
Os meus parabéns por este seu poema

Enviado por Tópico
Caopoeta
Publicado: 08/05/2009 19:11  Atualizado: 08/05/2009 19:16
Colaborador
Usuário desde: 12/07/2007
Localidade:
Mensagens: 2027
 Re: Estação das Sombras
"E se quedassem como hinos na partitura do abismo."

no minimo, estranho. tenho a sensaçao que ambos lemos as mesmas coisas...em 3 poemas que li teus me identifiquei com o que ando a escrever...

a partilha das mesmas emoções, em lugar diferente, em contextos diferentes, em tempos iguais?! gosto do que leio!

talvez a gente se cruze por aí...

um beijo

Enviado por Tópico
Tânia Souza
Publicado: 07/07/2009 17:46  Atualizado: 07/07/2009 17:46
Da casa!
Usuário desde: 10/04/2008
Localidade:
Mensagens: 207
 Re: Estação das Sombras
Versos que de surreais e doloridos, deixam assim no ar a poesia intensa e bela.

Carla, seus poemas já estão no Poesia das Sombras obrigada por permitir a publicação.