https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Até o sono me levar

 
Sem motivo ou porque não tive
Um momento meu neste dia
Quero ir com a alma livre
Ser da noite companhia
E se algo houver que me avive
A inspiração, ou talvez não
Faço desta vida o meu livro
Que quero ter sempre à mão.

Mas abre-se em mim ao acaso
E por acaso me troca as voltas
No desacerto em que me atraso
Para juntar as páginas soltas
E sem marcador e sem prazo
Estas leituras sem escrita
São gotas num olhar raso
Que purificam a alma dita.

Pena as páginas perdidas
Nesta memória sem titulo
Tantas que não foram lidas
Num contexto sem capítulo
Foram por raivas incontidas
Algumas de mim rasgadas
E para remédio das feridas
Foram outras tantas apagadas.

E nas páginas que reinvento
Sem licença nem cerimónia
Como o silêncio luarento
No propósito desta insónia
Misturo o triste cinzento
Com o negro da solidão
E contrasto este tormento
Com a fé corada de paixão.

Nas cores em que me implico
A rotina esconde-se, incolor,
Dum sonho que não abdico
Com rosa de mulher em amor
Com um abstracto tão rico
Do livro que me vai folhear
No meu momento em que fico
Até o sono me levar.

bloackt:


Nascer para ser feliz

 
Autor
bloackt
Autor
 
Texto
Data
Leituras
588
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.