https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

CONTO DE FADAS

 
Cai em silencio o manto negro da noite.
Inspirando vôos aleatórios das falenas.
Lá no alto as estrelas são gotas diamantes!
Saudando o perfume das finas madrugadas!

Riscam velozes os céus as cadentes dos desejos.
O sereno acena, abre alas para o fino orvalho.
Lagrimas que é o perfume das noites enluaradas.
Depositando-se nas pétalas de vermelhas rosas!

Debruçadas nas sacadas de toscas janelas,
Debutantes sonhadoras suspiram amores...
Sonham com seus encantados momentos!

Nesta magia de sonhos e contos de fadas,
As borralheiras se tornam vivas estrelas...
E das noites serenas são, suas eternas princesas!

Baroneto


Baroneto


 
Autor
THOMAZBNETO
 
Texto
Data
Leituras
656
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.