https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

O CIUME DAS ROSAS

 
Em uma alfombra de veludo macio!
Ei-la provocante bela e sedutora.
Em posse de verdadeira sensualidade...
Inspirando volúpias e frenéticos desejos!

De um ligeiro sentimento de ciúme possuído.
Uma roseira, que ao ambiente seu perfume exalava...
Lançou-se ao balanço de um vento, que por ali passava!
Cobrindo com finas pétalas formosa silhueta de mulher!

Misturam-se aos perfumes, das rosas e da atrevida mulher!
Os olhos dos mortais vassalos enchem-se de tanta beleza.
E assim na alfombra macia uma aquarela de fazer inveja.

Aos mais nobres e requintados artistas das cores...
Ali estão a sensibilidades da rainha das flores... As rosas!
Adornando a maravilha da criação... O corpo da mulher!

BARONETO


Baroneto


 
Autor
THOMAZBNETO
 
Texto
Data
Leituras
439
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.