https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

duas

 
nasceu. o dia apresentou-se
entre braços esculpidos
do rosto. as horas dormentes
curvaram o tempo. sobre um
novo olhar, acariciado, fez-se
o caminho. caminhar é preciso.

 
Autor
Nadir.Caetano
 
Texto
Data
Leituras
534
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 24/10/2011 18:28  Atualizado: 24/10/2011 18:28
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9268
 Re: duas
Boa tarde Nadir, nasceu o dia, e o mundo é uma cadeia, então tudo retoma o seu andamento normal, Parabens pelo seu belo poema, MJ.

Enviado por Tópico
Conceição Bernardino
Publicado: 24/10/2011 19:51  Atualizado: 24/10/2011 19:51
Colaborador
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 3332
 Re: duas
Nadir gostei de ler, caminhar é mesmo preciso...

Enviado por Tópico
gabrielas
Publicado: 24/10/2011 21:31  Atualizado: 24/10/2011 21:31
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2010
Localidade:
Mensagens: 547
 Re: duas
eu também caminho sempre pelo caminho, mas quando encontro uns braços esculpidos do rosto fujo a sete pés, por onde calha. eheh
não percebi talvez o poema, mas pode ser o acto do nascimento os braços a ajudar a cabeça do bébé a sair para a vida.

gabrielas

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 25/10/2011 10:27  Atualizado: 25/10/2011 10:27
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: duas
Caminhar é preciso. Um bela sugestão.
Tive alguma dificuldade
em perceber o poema. Defeito meu com certeza.
Saudações poeta.
Vóny Ferreira