https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Escárnio das Córneas

 
Tags:  solidão    amizade    desilusão    lágrimas    homenagens  
 
Estupefatas meninas zombaram a tua estatura
Arregaladas ainda pelas remelas da manhã
Arregalou-as viçosa e embora sã
Canhestro mal humorado pela altura

Vergalhou-as sem dó e nem piedade
Hipócritas, aflitas, mas sem censura
Abdicou-se do direito de odiar sem cura
Pálpebras ingratas invertebradas de vaidade

Por olhar de cima com a sua catapulta
Irrisoriamente é verdade
Lançou ao mausoléu a sua culpa

Há de arder as tuas ineptas pupilas
Por um colírio de sagaz covarde
Por entregar à própria sorte a filha





Marcelo Henrique Zacarelli

*** Soneto***


Pelo autor Marcelo Henrique Zacarelli
Village, Janeiro de 2012 no dia 13.
 
Autor
Marcelo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
850
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 25/02/2012 09:07  Atualizado: 25/02/2012 09:07
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29907
 Re: Escárnio das Córneas
UM LINDO E BELO VERSEJAR, MARAVILHOSO, DEIXO MEU ABRAÇO

MAETISNS