https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

BAMBUZAL

 
Tags:  SONETOS 2016  
 
BAMBUZAL

Bailado de taquaras envergando
Enquanto cai a chuva tropical.
Uma cortina verde, o bambuzal
Parece mil veleiros sem comando!...

O aguaceiro emborrasca quando em quando...
Uivando desvairado o vendaval,
Os bambus têm ressoado tal-e-qual
Um grande concerto onde oboés tocando.

N'aquele inusitado movimento
Se põem, agitadas pelo vento,
Sincronismo de música mais dança.

E por público d'esta maravilha,
Nos alegramos, eu e minha filha,
Diante d'um bambuzal na vizinhança.

Betim - 22 10 2016


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
374
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/10/2016 18:39  Atualizado: 23/10/2016 18:39
 Re: BAMBUZAL
Olá Ricardo,

Seu soneto é cercado de belas imagens. A cada linha escrita contempla-se quadros muito bonitos.

É uma inspiração riquíssima!

Parabéns Ricardo.

Um abraço,

Anggela


Enviado por Tópico
Bebel
Publicado: 24/10/2016 01:08  Atualizado: 24/10/2016 01:08
Super Participativo
Usuário desde: 25/04/2015
Localidade:
Mensagens: 117
 Re: BAMBUZAL
" Muitos, passam e não observam a natureza, uma perfeição vindo das mãos do criador!
Talvez uns passem pelo bambuzal e o admirem, outros não, um mimo esse poema, quando retrata a presença de um pai e uma filha!
A criança é pura e senti pureza nesse belo poema, voltei à minha infância, quando eu ia na casa da minha avó tinha uma estrada com um bambuzal; também numa chácara moravam meus avós paternos e tinha um belo bambuzal onde eu e meus primos(as) brincávamos!