https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Sem Terra e Sem Mar

 
Tags:  saudade    mar    beijo    mãe    vento  
 
Virar do avesso a noite e o dia
Sem sentir medo de ser gente
De dar passos curtos em frente
De sorrir e ser parte da alegria
Ou fazer da loucura indiferente
A página da vida em que vivia

Sentir livre o vento a cantar
E a dançar entre os montes
A desenhar novos horizontes
Ouço a minha mãe lembrar
O sabor da água das fontes
E o som das ondas do mar

Estar só entre dois altos muros
Sob o silêncio dos teus olhares
É como te pedir para lembrares
Que entre dois beijos tão puros
Ou algo mais que me roubares
Há um abraço e dois esconjuros

Ser de alguém sem ser de mim
É dor que trespassa, talvez mate
Feita dessa saudade que parte
Um princípio que sem ter fim
Faz do sonho uma obra de arte
Entrelaçada em pedaços de cetim


A Poesia é o Bálsamo Harmonioso da Alma

 
Autor
Alemtagus
Autor
 
Texto
Data
Leituras
204
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.