https://www.poetris.com/
Poemas : 

AR--171125

 


o murmúrio das águas,
não só as pedras e os
seixos são ouvintes.

penso no propósito
da cachoeira que faz
gritar o rio e turbilhar
seu leito oferecido.

meros mortais somos.
eternos incompreensíveis
daquilo que apraz o olhar
e os ouvidos.

na alma; turbilhões
inaldíveis seguem
em oração entre
seixos e pedras
pelas corredeiras...
"contemplação"

 
Autor
ZESILVEIRADOBRASIL
 
Texto
Data
Leituras
140
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 26/11/2018 13:11  Atualizado: 26/11/2018 13:11
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15982
 Re: AR--171125

Contemplei um belíssimo poema aqui!
Parabéns!
Beijos!
Janna