https://www.poetris.com/
Poemas : 

SOBRE LAMAS E SANGUE

 
SOBRE LAMAS E SANGUE
Autor: Carlos Henrique Rangel

De novo
Há sangue nas ruas
Em matas e rios.
A lama que cobre o rosto
Tem tonalidades rubras
Mancha vulgar quase cotidiana
Que percorre sarjetas humanas
E rios de morte...
A vida como moeda pobre
Desprezada pelo outro
Nos cantos do mundo.
O estranho é apenas o outro
Descartado a bala...
Soterrado em lama...
De novo o ódio
Que se diz religioso
Transformando o sangue
Em pichação urbana.
De novo os cifrões
Em forma de rejeitos
Afogando gente, bichos e rios.
Quem morre nada vale
Quem mata...
Muito menos.



 
Autor
PROTEUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
74
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.