https://www.poetris.com/
Poemas : 

CENTELHA 43

 
CENTELHA 43
Meu amigo, os mestres existem porque você existe.
Eles chegaram à compreensão e entenderam a sua loucura em querer ser o mais importante, o mais rico, o mais feliz. O seu orgulho de homem querendo perceber o sentido da vida.
Meu amigo, não há sentido. Foi para isso que vieram os mestres.
Para te dizer que a vida não tem sentido.
A sua maneira de viver responde a fatores externos e internos que te levam a ser o que é.
A viver desta ou daquela maneira. A se frustrar, a se enriquecer ou morrer.
O que te acontece depende de milhares de fatores. De como nasceu. Como e onde viveu. Como comeu, trabalhou... Tantos fatores.
Você não percebe como é simples?
Você não sabe e por não saber procura a verdade onde ela não está.
E ela está nos simples movimentos da natureza. No dia a dia dos animais da floresta. No vôo dos pássaros. No andar lento de uma lesma.
Somente o homem se acha o ser mais perfeito do Universo.
Somente o homem pensa que seu destino é regido por forças cheias de sentido.
A verdade é, que, o sentido que há na vida de um homem é o mesmo que há na vida de um cão, um cavalo ou da nossa lesma.
Olha, essa lesma não pergunta a outra lesma o que vai ser do dia de amanhã ou se vai chover ou fazer sol.
Ela vive o dia a dia. O que vier. Sem esperança. Sem desejos.
Apenas sendo ela mesma. E por isto continua em total harmonia com a força.
Meu irmão e amigo, percebeu a simplicidade de tudo?
É por isso que existem os Mestres. Eles querem te ajudar a ser harmonioso como o mundo. Puro como os animais e vegetais. Querem te tornar um ser de amor junto a outros seres de amor.
Transpirando perfeição e compreensão.
(Irmão Paulo de Paz)


 
Autor
PROTEUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
82
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.