https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Senão traduzido

 
E então,
Senão pensou para consigo:

Sigo.

Quem sem a Bela sou?
Quem sou eu sem a Bela,
quem, quem?
Sem…

Que parte do verbo haver
em mim há,
ou há, enfim, em mim
então?

Andava Senão sem Bela,
num vasto
vazio.


A minha pátria é a língua portuguesa.
Bernardo Soares

Saibam que agradeço todos os comentários, de coração...
Por regra não respondo.



 
Autor
Rogério Beça
 
Texto
Data
Leituras
305
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
boxer
Publicado: 20/05/2019 09:34  Atualizado: 20/05/2019 09:34
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2009
Localidade:
Mensagens: 716
 Re: Senão traduzido
.
Se eu soubesse escrever como tu, talvez dissesse
"haver? a ver vamos... com ou sem verve, amamos"