https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

O retrato do Mundo na Era antiga

 
(Zé-povinho)

Nascia nu, tão nu como todos ao nascer
Crescia com regras para um dia ser alguém
Vivia feliz pois tinha trabalho até ao anoitecer
E tinha orgulho por ser sério como ninguém.

(Capitalista)

Nascia nu, tão nu como todos ao nascer
Crescia com regras para um dia mandar bem
Vivia feliz pois tinha dinheiro para poder viver
E tinha poder para querer fazer tudo também.

(Zé-povinho)

Nasciam nus, tão nus como todos ao nascer
Corriam tanto como quem quer chegar ao fim
Da vida, bem muito antes de envelhecer.

(Capitalista)

Nasciam nus, tão nus como todos ao nascer
Caminhavam lentamente e á espera do seu fim
Do Mundo, bem muito depois de morrer.

 
Autor
mariagomes
 
Texto
Data
Leituras
1005
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
23 pontos
15
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 20/07/2010 23:13  Atualizado: 20/07/2010 23:13
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4531
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
Retrato poético perfeito.

Mundo de antigamente e de
agora tambem, infelizmente.

Adorei minha querida amiga.
Beijinhos
Antonieta

Enviado por Tópico
eduardas
Publicado: 20/07/2010 23:28  Atualizado: 20/07/2010 23:28
Colaborador
Usuário desde: 19/10/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3731
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga p/mariagomes
Um retrato do antigo e do moderno. todos nascemos nus, embora uns pensem que a morte vem mais devagar.

bj
Eduarda

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 21/07/2010 00:14  Atualizado: 21/07/2010 00:14
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
Quem tem dinheiro, pensa sempre que pode comprar
tudo, felicidade, saúde, e até um tempinho mais para durar, mas às vezes é mesmo o pobre que apesar dos pesares por cá anda até tarde.
A vida é uma surpresa, e até quando? É bom que permaneçamos na ignorância.

Adorei ler-te amiga Maria
beijinho

Enviado por Tópico
varenka
Publicado: 21/07/2010 00:28  Atualizado: 21/07/2010 00:28
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2009
Localidade:
Mensagens: 4211
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
O mundo antigo era bem melhor,hoje com o capitalismo selvagem bem pior.

Abraço!


Varenka

Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 21/07/2010 01:41  Atualizado: 21/07/2010 01:41
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9297
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
Querida Amiga
Poetisa Maria!

Que retrato do mundo cheio de realidade!
Até hoje existem o Zé-povinho e o Capitalista.
Bjinhos
♫Carol

Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 21/07/2010 01:42  Atualizado: 21/07/2010 01:42
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
A saga proletariado e capital nunca terá fim, minha querida.Fizeste um poema realista e triste, em versos maiores.
Bjins, Betha.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/07/2010 02:31  Atualizado: 21/07/2010 02:31
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
Um poema tão real, infelizmente nascerão nus por muito tempo, Um grande poema Maria, beijos enorme.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/07/2010 03:12  Atualizado: 21/07/2010 03:12
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
Maria.

Gostei deste soneto, com uma visão tão apurada da realidade do cotidiano social.

Bj

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/07/2010 08:16  Atualizado: 21/07/2010 08:16
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
Maria, estou sem palavras, simplesmente adorei, sabe que eu amo o (zé povinho) há! e o Bordalo Pinheiro também

Beijo

Enviado por Tópico
Beija-Flor76
Publicado: 21/07/2010 23:01  Atualizado: 21/07/2010 23:01
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2010
Localidade: PORTUGAL
Mensagens: 2058
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
querida amiga, como me sinto bem no papel de "Zé Povinho", pois adoro correr atrás das coisas que sonho, numa insaciavel conquista.
Adorei este soneto que tão bem se emprega nos dias de hoje.

Beijinhos amiga


Beija-flor

Enviado por Tópico
ÔNIX
Publicado: 22/07/2010 00:03  Atualizado: 22/07/2010 00:03
Colaborador
Usuário desde: 08/09/2009
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2695
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
Muito original essa forma de dizer de nós no mundo

Gostei

Beijo

Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 22/07/2010 00:49  Atualizado: 22/07/2010 00:49
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2993
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
Acho o retrato muito atual.
Nascemos iguais, mas nem sempre ter tudo é suficiente pra ser feliz.
Beijo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/07/2010 01:02  Atualizado: 22/07/2010 01:02
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
No nascer e morrer somos todos iguais!

Gostei poetisa

Favorito

Beijo

Magenta

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/07/2010 01:28  Atualizado: 22/07/2010 01:28
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
Minha amiga maria,na morte todos se igualam não é mesmo?
Amei este tema que construíste um lindo soneto!

Parabém!

Beijinhos

Rosa

Enviado por Tópico
AntóniodosSantos
Publicado: 22/07/2010 23:18  Atualizado: 22/07/2010 23:18
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 1005
 Re: O retrato do Mundo na Era antiga
Prezada Poetisa e Amiga Maria Gomes

Grato pela sua visita à minha página e por tão simpático comentário...

Sobre este seu poema, que dizer?
Primeiro adoro a forma poética do soneto, que está aqui tão bem extruturado...
Depois a mensagem tem perfeita actualidade...
Por último trata-se de uma crítica social, utilizando a arma que os poetas têm ao seu dispor, que é a PALAVRA...

Os meus parabéns, pelo seu poema...

Nesta linha de pensamento gostaria que lesse o meu poema intitulado precisamente de «Zé Povinho»...e já agora acrescento os dois tercetos finais duma redondilha maior, em que digo assim:

"Que afinal o que se passa?
Todos querem ter a taça
Para a encher bem de vinho...

Das uvas que vão espremer,
Com o suor a escorrer,
Do corpo do 'Zé Povinho'...

Com carinho e Amizade
A,S,