https://www.poetris.com/
 
Textos -> Amor : 

Amo-me

 
Tags:  amo-me  
 
Eu amo-me, de facto. Fecho os olhos e imagino-me a beijar-me. No meu ventre dança a emoção das borboletas que voam para mim, vagueiam-me nos cabelos e beliscam-me as faces rosadas.
Perdoa-me.
Mas o prazer que sinto ao falecer com os dedos nos meus lábios é distinto, é puro, injusto e feroz.
A míngua reside no meu corpo quando a nudez se vê ao espelho. É um mar. Eu navego-o.
Conduzo as mãos, os olhos, o toque pelo corpo. São flores que me nascem entre as pernas. Pequenas luzes fazem-se apagar e eu sei, eu sei que sou eu, eu sei que nasci para mim e isso chega para me amar.


les fleurs mortes.

 
Autor
Fleur
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1995
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Paulino Vergetti Net
Publicado: 27/11/2007 21:08  Atualizado: 27/11/2007 21:08
Participativo
Usuário desde: 30/09/2007
Localidade: Maceió/ Alagoas
Mensagens: 32
 Re: Amo-me
Prosa poética sensualíssima. Parabéns, amiga!