https://www.poetris.com/
Poemas : 

poesia querida

 
Tags:  linha pensamento  
 
Estiquei a linha
Do meu pensamento,
Como poeta peregrino,
Estou perdido no tempo.

[Resgate de lembranças, feliz ainda tenho.]

Da distância ,
A dor me alimenta...
Na força da suplência ,
No suplício me detenho.

[A força como a
Linha.]

A linha de um momento
conduz se meus
Pensamentos,
pensamentos
que devotam,
De longe meus
Sentimentos.

Sentimentos interligados
A poesia de meu amor,
Inspiro-me nesta vida
as vezes feliz,
as vezes sofrida.

Mesmo assim eu
me declaro!
por aqui ainda não paro,
A dizer te que muito
Te amo!
Minha poesia querida.

(Generino)

Tavez não seja poeta mais meu sentimentos rabisco,
Assim disfarço
A minha maneira de ver
Que não estou sozinho.
 
Autor
Jerenino
Autor
 
Texto
Data
Leituras
71
Favoritos
2
Licena
Esta obra est protegida pela licena Creative Commons
28 pontos
6
3
2
Os comentrios so de propriedade de seus respectivos autores. No somos responsveis pelo seu contedo.

Enviado por Tpico
Ro_
Publicado: 11/09/2017 20:46  Atualizado: 11/09/2017 20:46
Colaborador
Usurio desde: 25/09/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3864
 Re: poesia querida

Que lindo, nosso menino poeta, parabns!
Um beijinho!

*-*


Enviado por Tpico
Volena
Publicado: 12/09/2017 12:17  Atualizado: 12/09/2017 12:17
Colaborador
Usurio desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 10484
 Re: poesia querida p/Jerenino
...j somos dois! A poesia faz parte da nossa vida uma querida, mesmo. Parabns gostei muito, abrao Vlena


Enviado por Tpico
RaipoetaLonato2010
Publicado: 13/09/2017 15:18  Atualizado: 13/09/2017 15:18
Colaborador
Usurio desde: 13/03/2010
Localidade: Paulnia-SP
Mensagens: 2331
 Re: poesia querida
.Na poesia peregrina, ouvi o som do sol no aquecimento da alma.

Enviado por Tpico
Semente
Publicado: 21/09/2017 15:39  Atualizado: 21/09/2017 15:41
Colaborador
Usurio desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeiro Preto SP Brasil
Mensagens: 8364
 Re: poesia querida/ Para Jerenino
Acontece mesmo com os poetas perder-se no tempo, querido poeta menino, ainda mais os peregrinos, que no se importam com pousos demorados. Assim , como os pssaros, migram em busca de novas rvores, novas aves...

Bela declarao de amor musa poesia!

Parabns querido Jerenino!!

Beijos poticos !