https://www.poetris.com/
Poemas : 

O Diabo Sorri

 
Aquele olhar que a outro olhar se lança
Desperta o ser amado num sorriso
Um rio de risos dentro da dança
E dentre pouco já se perde o siso.

Satânica a ânsia dessa esperança
Quando um ser descoberta o Paraíso
Na luz da nudez de um corpo que cansa
Que cala todo o mundo de improviso.

Dentro de determinados instantes
Duas vidas em êxtase, em orgasmo
Que se liberta lindamente em si.

Liberto o gozo afável dos infantes
Em fuga célere corre o marasmo.
Ao fim do coito, o Diabo... Sorri!


 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
146
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
6
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 13/09/2017 14:47  Atualizado: 13/09/2017 14:47
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 4849
 Re: O Diabo Sorri
Olhares falam e falam muita coisa, e quando são da paixão deixam muitos corações molhados de amor.

Belo soneto, parabéns, amigo.

Abraço!
upanhaca


Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 13/09/2017 16:03  Atualizado: 13/09/2017 16:03
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8629
 Re: O Diabo Sorri/ para Gyl
O Diabo sorri, porque certamente é o inventor do gozo, e não do Amor, que é criação de Deus. rsrsrs

Entre a ternura e o tesão, ficamos todos nós quando o assunto que se improvisa é a ânsia de esperança.
Bom demais, esse soneto, hein Gyl?

Bravos, meu querido ...Bjos de paixão!


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 25/09/2017 17:40  Atualizado: 25/09/2017 17:40
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 27966
 Re: O Diabo Sorri
Olhos se lançam sobre os verdadeiros sentido que vem dos sentimentos