https://www.poetris.com/
Sonetos : 

O trem

 
Tags:  serra    estaÇÃo    ferrovia    tacanho  
 
O trem

Quando o trem passava lá na minha terra
Fazendo o barulho provocado pelo vapor
Vinha mais devagar quando subia a serra
E sempre apitava nas cidades do interior

Eu sempre corria para ver o trem passar
Ficava entusiasmado pelo seu tamanho
Os seus vagões sempre ficava a contar
Nos tempos felizes em que era tacanho

Eu sinto é que no decorrer da minha vida
Nenhuma ferrovia por mim foi percorrida
Apesar que acho tão linda essa condução

Que sobe morros desce morros, assim vai
Deixa postes, cercas, pastos e os cafezais
Até na hora que chegar à última estação.

jmd/Maringá, 06.01.18


verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
114
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.