https://www.poetris.com/
Poemas -> Amor : 

O Brilho da tua Alma

 
Open in new window
O Brilho da tua Alma

Sinos que ressoam na imensidão
sons agudos que me ferem os tímpanos
sua cadência espanta a escuridão
e traz a lua que ilumina o meu destino
mas são os sinos que me apontam a direção.

Eles rangem com os seus martelos ao norte
como poesias escritas por tantas mãos
gritos na noite espantam a própria morte
e eu docilmente dou suporte
ao ler teu poema solidão.

Assombro! Meus olhos estatelados no escuro
saltam das suas orbitas e eu me desfiguro
como um ventre aberto feito de ouro puro
é seu brilho que ilumina o meu escuro
és a verdade que aparece e mostra o futuro.

Assombro! Este horror que em meu rosto espalma
deste poema corpo que me faz perder a calma
ele é puro branco com ares de fantasma
carpir pedaços minhas cicatrizes e traumas
porque é o brilho que resplandece da tua alma.

Alexandre Montalvan

 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
69
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.