https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Soneto Bandido

 
Soneto Bandido

Que fazes para mim... Com tanta candura
Com a aura iluminada de um querubim
Lumias o meu céu com asas de cetim
E voa feliz...com a alma a meia altura


E sim... eu me entrego a este amor loucura
Que invade m'alma travessa de arlequim
Na aurora deste sentimento que no fim
Faz-me voar, minha prenda, linda e pura

Ah, delicias de gozos! Eternos... vorazes
Ilumina a cópula com raios de luz
Cortado por longos gemidos e frases

Ah, Horas dos amantes que tanto seduz.
E que se imortaliza no jogo que fazes
Bater...beijar. Faz-me um Judas...pregado na cruz.

Alexandre Montalvan

 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
336
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.