https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

A VERDES

 
Tags:  Sonetos 1998  
 
A VERDES

E se enfim vós, Senhora, o nobre perfil
Houvésseis co'a mirada aborrecida,
Talvez volvesse aos olhos outra vida
A verdes na verdade um outro abril...

Quando o amor ao talento dava ardil
E com versos louvei-vos tão garrida!
Talvez volvesse então, enternecida,
A verdes olhos a graça feminil.

Assim, com vossos olhos no passado
-- A carta ainda à mão sobre o regaço... --
Imaginar-vos-ia, enamorado,

Quando a luz incidindo pelo braço
Beijasse os vossos lábios sem pecado
No beijo que mandei por forte traço.

Belo Horizonte - 04 04 1998


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
208
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
0
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.