https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

NAS LINHAS DAS MÃOS

 
Tags:  SONETOS 2016  
 
NAS LINHAS DAS MÃOS

Minha linha da vida se abre em duas
Tanto no seu início quanto ao fim.
Talvez quisesse Deus mangar de mim
N'algum destino escrito há muitas luas.

Quis Deus qu'eu caminhasse pelas ruas
Com medo de que o amor me volte, enfim.
Porque apenas quem vem lá d'onde vim
Conhece quanto trago às palmas nuas...

Eu ser duas pessoas no começo
Moldou o modo como reconheço
A ambiguidade toda que há em tudo.

Assim, de novo duplo no final
Haverei-de viver o bem e o mal,
Quando todo mistério for desnudo.

Betim - 15 08 2016


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
254
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.