https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Beijo na Boca

 
Minha querida... Minha Cara...
Resolvi escrever-te esta carta
Para descrever-te o que canta
Para dizer o que meu coração fala...

Desde, minha Querida, aquele dia...
Já não lembro mais qual foi o mês,
Da nossa fala primeira, primeira vez...
Ainda agora sinto o que eu sentia...

Peço que perdoe os meus erros.
Quando estou nervoso, estremeço
Estremeço os dedos, todo o corpo
Quando eu te sonho em meu desejo.

Parece que a sua boca eu sinto
Que eu pressinto a sua gula feroz
Chega a embargar minha voz
Quando te penso e eu não minto.

Os anjos celestiais são testemunhas
Do que se passa dentro do meu peito
Quando vejo o pintado das suas unhas
Dos caracóis dos seus cabelos perfeitos.

Imagino mil mistérios em seus seios
Os desenhos que eles tem, os traçados
Que minha imaginação cria sem receios
Das auréolas de deliciosos rosados...

Gosto dos riscos que criam o rosto
Dos contornos que terminam em lábios
finos que me contentam com o gosto
De um beijo doce, molhado e safado.

Quisera eu ser um sábio marinheiro
Para navegar nas ondas tempestuosas
Nas plagas onde não se perde o pegureiro
No seu oceano de margens majestosas.

Sinto vergonhosa de mim, sim
Vergonha de amar e ser amado
Sinto vergonha de tudo, enfim
Sinto vergonha de estar apaixonado.

Sei que quem ama quer ser desejado
Devorado pela chama que emana o olhar
Oblíquo de dissimulada deusa cigana
Que sei que me ama e não pode me amar.

Lá do outro lado daquele lago
Profundo tem um outro mundo
Que eu te daria com ensejo.

Porém minhas vontades insanas
São apenas devaneios pueris
De um náufrago que queria muito Se afogar dentro do seu.... Beijo!




Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
219
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
6
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Lucineide
Publicado: 13/04/2018 11:18  Atualizado: 13/04/2018 11:19
Colaborador
Usuário desde: 06/12/2015
Localidade:
Mensagens: 1237
 Re: Beijo na Boca
Há na poesia uma mistura de sensualidade, amor, pureza e paixão, descrevendo o beijo correspondido. Parabéns, Gyl!
Votos de que o eu poético esteja sempre sedento dos beijos da mulher amada. E que venham mais inspirações
Um abraço!


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 13/04/2018 18:05  Atualizado: 13/04/2018 18:05
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15642
 Re: Beijo na Boca
Gyl
Poema apaixonante! Parabéns!
Abraços!
Janna


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 16/04/2018 15:20  Atualizado: 16/04/2018 15:20
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12045
 Re: Beijo na Boca P/Gyl
...engana-me que eu gosto! Parece-me que já ouvi isto em qualquer lado... Apreciei e vai um abração Vo