https://www.poetris.com/
Poemas : 

calçada portuguesa

 
uma rua
que só se sobe
não será feita para peões


[a via, de sentido único, tinha um passeio. a mulher e o homem, acompanhados pelo filho e pela filha, ou sós, apenas podiam caminhar com as viaturas de frente. nem para o lado podiam olhar. as mãos juntas ao corpo.]


Sou fiel ao ardor,
amo esta espécie de verão
que de longe me vem morrer às mãos
e juro que ao fazer da palavra
morada do silêncio
não há outra razão.

Eugénio de Andrade

Saibam que agradeço todos os comentários.
Por regra não respondo.

 
Autor
Rogério Beça
 
Texto
Data
Leituras
185
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Esqueci
Publicado: 14/06/2021 14:53  Atualizado: 14/06/2021 14:53
Da casa!
Usuário desde: 02/11/2019
Localidade:
Mensagens: 361
 Re: calçada portuguesa
Há com cada aperto.

Abraço, irmão :)