https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Dedicatória : 

Meu Sol

 

Cai a Noite
Um cansaço milenar
Desce devagarinho
Em Passo miudinho

Doem-me os músculos
tensos de ti
Os olho senublados
fecham-se de mansinho

Nada vejo
Nada sinto
Estremeço
Naufraga de mim
Nada sou sem ti

Um mar de silêncios
perdura entre nós
Almas desgarradas
Enredadas em si

Quisera a ponte saltar
Fiquem, Longínqua
aquém da margem de mim

Já não vejo
Já não sinto

Toda estremeço
por ti, meu bem


Juve

 
Autor
juvepp
Autor
 
Texto
Data
Leituras
839
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.