https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A vida é e será sempre bela

 
Neste relógio da vida
Se sintonizam os espaços
Que os seus tempos consentem

Nesta vivência retida
Se aperta o conceito
Que atropela o preceito do caminhar

Nesta envolvência sofrida
Mentora dos erros crassos
Se apaziguam os que nunca mentem

Neste desenrolar sem guarida
Se esfrega o único defeito
Que jamais alguém ousa salientar

Nestes ponteiros andantes
Se ultimam os dissabores
Das raízes dos grandes lamentos

Como olhares penetrantes
Olvidando os supremos valores
Que contagiam todos os sofrimentos

Há que saber viver a vida
Com a alma sempre ao rubro
Há que colmatar a ferida
Com a cura com que a cubro
Há que esquecer a partida
Na nostalgia do mês de Outubro

António MR Martins

2010.09.17


António MR Martins
Tem 12 livros editados. O último título "Juízos na noite", colecção Entre Versos, coordenada por Maria Antonieta Oliveira, In-Finita, 2019.
Membro do GPA-Grupo Poético de Aveiro
Sócio n.º 1227 da APE - Associação Portugues...

 
Autor
António MR Martins
 
Texto
Data
Leituras
692
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.