Sonetos : 

NOCTURNO

 
Tags:  SONETOS 2024  
 
NOCTURNO

Eu saio para olhar a escuridão,
Que existe para além de meus caminhos.
A noite, embora fria e sem carinhos,
Me cobre o seu dossel de solidão.

Se meus olhos distantes de ilusão
Se perderam entre astros mais vizinhos,
O vento m’enregela em torvelinhos,
Uivando nos pinhais triste canção.

Eu sigo enmimesmado esses zumbidos
Indiferente a estrepes ou valetas,
Que jazem entre as trevas escondidos.

E encontro, para além d’horas inquietas,
Uns lampejos de sonhos esquecidos,
Ao perder-me entre estrelas e planetas.

Lapinha da Serra - 15 06 2024










Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
112
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
8
4
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 04/07/2024 14:12  Atualizado: 04/07/2024 14:12
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 10591
 Re: NOCTURNO
Belo soneto!
Sempre uma surpresa estes seus sonetos, que leio avidamente com prazer.

Saudações



Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 05/07/2024 00:39  Atualizado: 05/07/2024 00:39
Membro de honra
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 18440
 Re: NOCTURNO
Parece uma farpa rodopiando a beleza. Bjs



Enviado por Tópico
HorrorisCausa
Publicado: 05/07/2024 12:45  Atualizado: 05/07/2024 12:45
Administrador
Usuário desde: 15/02/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3709
 Re: NOCTURNO / RicardoC
olá RicardoC

gostei de caminhar na hora do teu " Nocturno", no escuro tudo parece possível, até sonetos, histórias sussurradas...

beijo

atenciosamente
HC